Melhor tipo de piso para escola de dança

28.04

Melhor tipo de piso para escola de dança

As aulas de dança em um piso inadequado podem causar lesões nos alunos e professores. Por isso, tanto o local de aprendizado quanto o da apresentação devem ter um piso adequado e este, não é o feito logo após o concreto.

Para dançar em local adequado é necessário que o piso não seja muito macio e, ao mesmo tempo, deve ceder um pouco e absorver o impacto do contato com o solo, ao fazer passos e outros movimentos.

“Na minha opinião, um piso para dança não deveria ser nem muito flexível nem muito macio. Um piso duro causa sérias ondas de choque de retorno e pode levar a lesões ou gasto prematuro da cartilagem. Um piso macio faz com que os músculos e tendões trabalhem mais. Além disso, um piso muito macio pode ser perigoso para dançarinos por causa do efeito surpresa,” revelou Dr. Boni Rietveld, em uma entrevista para o site da Harlequin Floors. Ele é cirurgião ortopédico do Centro para Medicina, Dança e Música de Hague, na Holanda, e ex-presidente da Associação internacional para dança, medicina e ciência.

O piso mais usado é o flutuante, que é o que fica suspenso sobre o piso de concreto. Ótimo para sapateado, pois possui um espaço entre o concreto e o piso superior que ajuda na propagação do som.

Por outro lado, quando a dança for o balé, sertanejo e algumas outras danças de salão, a suspensão não é adequada, o piso deve ter aderência e, ao mesmo tempo conseguir diminuir o impacto durante os movimentos. Uma alternativa interessante e barata é colocar placas de EVA sobre o chão.

O EVA é durável, evita escorregões, é fácil de limpar e ajuda a diminuir o impacto durante o movimento da dança.

Na AMS EVA você encontra o material adequado para este espaço. Confira!

Comentários
1 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *