Diferença entre EVA e EPE

31.10

Diferença entre EVA e EPE

Hoje em dia existem dois tipos de espumas de alta densidade mais vendidas no comércio: EPE (Polietileno Expandido) e EVA (Etileno e Acetato de Vinila). A razão de ambas concorrerem no mercado é justamente devido as características semelhantes e o baixo custo de venda, contudo, em uma comparação mais estudada é possível encontrar diferenças importantes em cada material.

A AMS percebendo a necessidade de uma explicação mais técnica a respeito desses dois tipos de materiais. Criou esse artigo para destacar suas funções e ajudar ao cliente a adquirir o material correto para desenvolver seu trabalho ou projeto. Veja abaixo:

Durabilidade

Em termos de durabilidade o EVA tem vantagem sobre o EPE. Ambas contam com a característica de absorção de impactos, no entanto, devido as técnicas utilizadas na preparação dos materiais, o EVA pode apresentar cinco ou até mesmo, mais tempo de duração do EPE. Esse é um fator que eleva um pouco o valor do EVA em comparação ao EPE, no entanto, é preciso analisar o projeto a ser realizado e o tempo de vida útil que estipula para ele.

Elasticidade

Neste quesito o EVA também tem vantagem sobre o EPE devido uma maior elasticidade e resistência. Os níveis de alongamento e compreensão do EVA são realmente incomparáveis, podendo ser empregados em: solados, almofadas de camas elásticas, entre outros. Já o EPE, devido a sua baixa elasticidade é recomendado para embalagens de produtos sensíveis.

Propriedades Térmicas

Já no quesito térmico, o EPE tem vantagem sobre o EVA, devido a baixa condutividade térmica o EPE apresenta uma maior resistência ao calor e por isso é um ótimo material para fins isolantes, como por exemplo: telhados, teto ou paredes. Geralmente os intervalos de temperatura estão entre -50°C e -106 °C, agora para temperaturas até 80 °C nada melhor do que o EVA.

Aplicações e uso

Tanto o EPE quanto o EVA mostram versatilidade e suas aplicações compreendem desde equipamentos esportivos até embalagens de isolamento acústico. O EPE é o material ideal para as aplicações que preferem um custo-benefício maior do que a durabilidade, como por exemplo: embalagens, forro de bagagem, painéis de portas e assentos de automóveis. Já a espuma de EVA lidera devido uma maior gama de aplicações e também de sua resistência e importância de seu emprego, como por exemplo: talas, colares cervicais, solas de sapato e suportes ortopédicos. Isso sem mencionar o seu emprego em peças artesanais, escolas infantis e etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *