COMO É FABRICADO O EVA?

02.12

O EVA, assim como tantos outros materiais que estamos habituados a usar, não é encontrado na natureza; ele é fruto da criatividade e inventividade humana.

Não à toa, ele possui incontáveis aplicações – no blog, aliás, frequentemente falamos de algumas dessas utilidades.

Muitas pessoas, contudo, ficam curiosas quanto aos aspectos técnicos desse material e querem saber como ele é fabricado.

Motivados por essa curiosidade, preparamos um breve texto no qual explicamos algumas das principais etapas do processo de fabricação do EVA.

PRIMEIRA ETAPA: PESAGEM

O primeiro passo no processo de fabricação é a separação e a subsequente pesagem dos materiais que serão utilizados.

O EVA é feito de uma série de materiais; etileno, vinil e acetato são, possivelmente, os principais (justamente por isso seu acrónimo dá nome ao material).

Um segredo pouco conhecido dessa etapa é que os materiais devem ser agrupados por similaridade evitar a ocorrência de pré-reações. Por isso, pós são colocados juntos com outros pós, líquidos com outros líquidos e assim por diante.

SEGUNDA ETAPA: MISTURA

Assim que os materiais foram pesados, eles são colocados em um grande cilindro fechado, chamado de bambury. Lá, eles são misturados até formarem uma massa.

Uma vez pronta, essa massa é colocada em outros cilindros, que darão origem a um material homogêneo, que é então transformado em placas de espessura, tamanho e demais atributos pré-definidos.

TERCEIRA ETAPA: PRENSAGEM

A terceira etapa é uma das mais importantes do processo.

Nela, as placas feitas na segunda serão submetidas a um processo de vulcanização, ou seja, expostas a calor e pressão, para que assumam as características do produto final conforme o conhecemos.

Nessa etapa serão definidos aspectos como a dimensão, dureza e densidade.

QUARTA ETAPA: ACABAMENTO

A quarta e última etapa do processo é a do acabamento.

Aqui, o EVA passará por certos processos que o farão ficar com um acabamento melhor; os processos em si variam de um caso para o outro, porém o EVA pode ter de passar por lixadeiras, solda, bobinadeira e até um requadro para retirar excessos.

FICOU INTERESSADO? FALE CONOSCO!

Ficou interessado em EVA? Não perca tempo; fale conosco. Somos uma empresa que há anos vem se especializando em diferentes tipos de soluções em EVA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *