Como é fabricado o E.V.A?

31.10

Como é fabricado o E.V.A

 

Você sabe como é feito o E.V.A.? A maior parte das pessoas já ouviu falar nesse tipo de material, porém poucas sabem como ele é feito. Pois saiba que se você se enquadra nesse grupo de pessoas, compreender o processo de produção do E.V.A. é importante para que você adquira um bom produto, de uma empresa idônea, que será verdadeiramente adequado para as suas necessidades.

COMO SURGIU O E.V.A.?

A história do E.V.A. está intimamente relacionada a da indústria de calçados e ao couro. Explica-se: o E.V.A. foi criado na década de 50, nos Estados Unidos, porém ele passou a ser amplamente utilizado apenas nos anos 70, quando a indústria de calçados começou a ver que não seria possível continuar utilizando o couro, sua principal matéria-prima até então, durante muito mais tempo, já que o mesmo estava sendo utilizado em excesso, tornando-se escasso e, por conta disso, mais caro.

Ao buscar novas alternativas, a indústria se reinventou e resolveu apostar em um outro material, o Etileno Acetato de Vinila, conhecido como E.V.A. pela maior parte das pessoas. A versatilidade, facilidade de manuseio e relativo baixo custo chamaram tanta atenção da indústria que ele rapidamente foi adotado por vários segmentos industriais, tornando-se um dos queridinhos da mesma.

COMO SE DÁ A PRODUÇÃO DO E.V.A.?

O processo de produção do E.V.A. é consideravelmente similar ao de um bolo, sendo composto de 4 grandes etapas: pesagem, mistura, prensagem e acabamento. Vejamos o que acontece em cada um deles:

  1. PESAGEM: conforme explicado, o E.V.A. é um material feito a partir da mistura de uma série de componentes distintos. A primeira etapa de seu processo de produção, portanto, é a pesagem, na qual cada componente é cuidadosamente pesado, de forma gradativa. Nessa etapa, procura-se agrupar os elementos de acordo com a similaridade, para evitar que pré-reações ocorram;
  2. MISTURA: a etapa seguinte do processo é a mistura, na qual os componentes são colados em um cilindro fechado, chamado de Bambury, no qual são misturados. A massa resultante dessa mistura é, então, colocada em cilindros, que acabam produzindo um material homogêneo – nessa etapa cria-se as placas, que são laminadas em espessuras e tamanhos pré-determinados;
  3. PRENSAGEM: a terceira etapa do processo, que é a prensagem, é uma das mais importantes. Aqui as placas produzidas na segunda etapa serão inseridas na prensa para que tenha início o processo de vulcanização, que nada mais é que a aplicação de calor e pressão por sobre o material, com intuito de fazer com que o mesmo assuma forma e propriedades de produto final. Aspectos como dimensão, dureza e densidade, portanto, serão definidas nessa fase.
  4. ACABAMENTO: a última etapa do processo é o acabamento, na qual a placa de E.V.A. irá receber um tratamento para assumir determinadas características. Durante essa etapa, a placa de E.V.A. poderá passar por uma série de processos, como por exemplo lixadeira, na qual a placa será nivelada, solda, para se unir as peças adequadamente, bobinadeira, para recortar as placas na largura desejada e enrolá-las em bobinas (ai se utiliza uma bobinadeira) e requadro, quando preciso, para fazer os acertos finais.

ONDE ADQUIRIR E.V.A. DE QUALIDADE?

Conforme explicado acima, o processo de produção do E.V.A. é consideravelmente complexo, havendo uma série de etapas delicadas, que devem ser conduzidas cuidadosamente para que o produto final tenha qualidade. Por conta disso, é imprescindível que você procure uma empresa de qualidade, como a AMS E.V.A., uma empresa que está há anos no mercado, sendo especialista em fabricar e desenvolver soluções inteligentes com esse tipo de material.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *